Visto/Programa EB5 – Modelos de gestão dos recursos dos investidores

Visto EB5 através de Senior Housing
16 de junho de 2016
Visto de investidor para morar nos Estados Unidos
9 de julho de 2016

Visto/Programa EB5 - Modelos de gestão dos recursos dos investidores

Visto/Programa EB5 – Modelos de gestão dos recursos dos investidores

Em uma de nossas viagens para análise de alguns projetos que estavam sendo lançados no mercado americano, visitamos projetos em Miami-FL, Los Angeles-Ca, Torrance-Ca, Bakersfield-Ca, Covington-Wa e Seattle em Washington.

Dentre os empreendimentos visitados tivemos a oportunidade de conhecer um segmento de atividade que vem sendo explorado dentro do mercado americano há mais de 35 anos e que nos surpreendeu pelo profissionalismo, dedicação, dinamismo, foco e principalmente pelo respeito para com aqueles que estão intrinsecamente ligadas com a prestação dos serviços, quais sejam, pessoas da terceira idade.

Estamos nos reportando ao conceito de “Senior Housing Communities”, ou seja, residenciais desenhados, pensados e construídos exclusivamente  para pessoas acima de 60 anos.

É um segmento extremamente complexo mas tratado com um profissionalismo extremo no mercado americano. São estruturas construídas com um nível de excelência inigualável.

Outro ponto positivo constatado é o empenho e o comprometimento dos profissionais que estão trabalhando dentro do setor. Respeito, dedicação e compromisso são alguns dos princípios básicos cultivados diariamente como um todo.

A nossa surpresa foi constatar  que esse segmento está promovendo diversos empreendimentos vinculados ao programa do visto EB5.

Qual é o novo modelo de gestão dos recursos dos investidores estrangeiros

Dentro desses empreendimentos verificamos a utilização de um novo modelo de gerenciamento e administração dos recursos de investidores estrangeiros interessados no visto EB5.

É um modelo que vem sendo gradativamente implementado e adotado por um grande número de Developers de projetos no mercado americano.

Diferentemente de outros empreendimentos até então já visitados, esse modelo oferece um maior controle dos recursos que são aportados pelos investidores.

É criado um fundo específico para cada empreendimento para fins de gerenciar e administrar os recursos aportados pelos investidores estrangeiros.

O dinheiro é liberado gradativamente para o Developer  do projeto ou construtor do empreendimento na medida que relatórios semanais são apresentados detalhando e informando de uma forma precisa o andamento das obras. Somente após aprovação dos relatórios pela empresa gestora do fundo é que os recursos vão sendo gradativamente liberados.

No contrato firmado entre a empresa gestora dos recursos com o Developer e a construtora, existem diversas cláusulas que propiciam uma boa margem de segurança aos investidores estrangeiros no que tange ao gerenciamento dos recursos aportados.

Essa empresa gestora de recursos tem poderes específicos sobre o Developer e a construtora, dentre os quais a possibilidade do administrador do projeto ser imediatamente substituído nos casos em que os relatórios apresentados semanalmente sobre o andamento dos trabalhos não cumpram as metas estabelecidas e pactuadas através do contrato inicialmente reportado.

Em síntese, é um modelo de gestão de recursos  bem mais seguro para investidores estrangeiros que estão aportando seus recursos em projetos vinculados ao programa do visto EB5.

Saiba mais sobre a prorrogação do prazo de vigência do programa EB5 visitando nossa página em :

https://programaeb5.com.br/prazo-do-programa-do-visto-eb5-prorrogado-para-2018

foto 09

foto 02

foto 03

foto 07


foto 05

foto 04

foto 06

foto 08